Interesse (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Nota: Todos os direitos reservados (Sol Cajueiro).

Minha primeira poesia do ano.

Interesse

–– 2015, Belo Horizonte

Trabalho

Amor, prazer e

medo

O Divino

início, fim e meio

mantém

O Mundano

abrigo do desejo

transforma

O Profano

corpo lógico

divide.