Herói

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Definição de: Herói

Nota: Todos os direitos reservados (Sol Cajueiro).

Herói, algumas vezes, é um assassino enviado por um lado da Guerra para eliminar o líder do outro lado da Guerra, muitas vezes profetizado.

Uma Profecia indica que alguma Entidade, Deus ou Avatar deixa a dica para o Herói do que ele ou ela deve fazer para alcançar o Bem de difícil acesso, seja ele qual for.

Isso é uma maneira muito crua de ver a coisa, uma versão.

O Vilão, porém, é um líder de uma facção da guerra, e muitas vezes ele trata as pessoas ou como iguais ou como inferiores, e isso, considerando a história geral de todas as Nações, não é nada demais, porque o conceito de democracia é uma exceção. Ele é um líder. Está certo, que ele ou ela, o Vilão é um líder terrível, mas também tem crenças e segue uma ideologia que, muitas vezes, é aceita por muitos. Ele não precisa dominar a mente das pessoas. Só precisa ter uma ideologia aceita pela elite que ele representa.

Assim sendo, o Herói muitas vezes se torna um inimigo do Estado, a ser tratado pelos maus como um grande problema que deve ser evitado.

Vilão, na verdade, significa "morador de vila", e é uma inversão de valores, porque em todas as Eras, é o Herói que é o morador de uma vila. Assim sendo, os burgueses patrocinaram escritores que inverteram isso, e Vilão passou a ser a palavra para indicar o líder mau.

O oposto verdadeiro de Herói é Monstro, e isso foi revertido para Vilão.

Mas quando o líder se torna um líder terrível, ele se torna um Monstro. Isso é o que a lenda quer dizer, mas não passam de representantes de Facções opostas.

Nosso Herói, em Enigma, é um deviant, alguém que foge à regra.

Isso porque joga-se com um Jogador, tendo O Jogo como a função principal de como uma história acontece, e usando o Tarot como o Caminho do Herói, que passa por todas as Casas desse oráculo, alcançando Taika, que é enfim O Caminho.

Em geral, uma Entidade, Deus ou Avatar vai ser o Guia do Herói, dando a ele ou ela a capacidade de enfrentar as adversidades e, porventura, vencer.

Não é nada fácil a História do Herói, e está nas Virtudes o seu Caminho.

Enquanto isso, o Vilão se torna Monstro por adotar os Vícios, ou Pecados, como aquilo que o torna um líder tirano, mas que não é visto assim pelos seus iguais.

Normalmente, o Vilão vai ter seguidores iguais a ele ou ela, em ideologia.

Isso faz com que ele ou ela esteja certo, do ponto de vista da elite que dá apoio e, por exemplo, o Vilão pode conhecer Magia o bastante para enfrentar até mesmo Deuses e também ser capaz de fazer o que outros consideram impossível. Isso depende. Se um Vilão tem poder para fazer o impossível, sem seu poder, ele ou ela se torna genial, o que muitas vezes é verdade, porque o Vilão em geral é adorado pelos poucos (ou muitos) que seguem a mesma linha de pensamento que ele ou ela.

Assim sendo, o Herói deve ser evitado, e é por isso que a palavra Vilão existe.

Quanto a Monstros, o Herói deve mesmo lutar contra eles, de qualquer maneira, porque eles não são pessoas, ou se foram pessoas, não são mais.

Isso acontece com os Demônios e Corruptores, que já passaram da linha da maldade, e não podem mais ser considerados pessoas.

Aqui, a Corrupção não é só política ou econômica, mas de caráter.

Assim sendo, o Herói está fazendo o certo. Monstros são por exemplo terroristas, que não têm os "freios morais" que impedem uma pessoa de fazer o mal ao próximo.

É tudo uma questão de Moral, e o Herói vive nesse limiar, que pode transformar ele ou ela em uma pessoa boa que luta pelo certo, ou um assassino que foi mandado para eliminar um Grande Líder, uma questão de ponto de vista.

Normalmente, o Herói se torna virtuoso, e é isso que o torna especial e distinto do Vilão, ou seja, isso quer dizer mesmo que ser bom não é o bastante.

Um Herói deve inspirar as pessoas a fazer o que é o certo, não apenas o que é bom, e por isso ele se torna maior do que o Vilão e, assim, quando as pessoas vêm que o Herói está fazendo o que é o certo, elas tomam o lado dele.

Mas poderiam tomar o lado do Vilão, depende de ponto de vista.

Normalmente, o Herói vai ter uma série de questões e crenças que o tornam o representante do povo, mas para o povo não importa muito quem é o líder. Se um Comum não está "na merda", tem sua família e amigos, e pode beber uma cerveja no fim do dia, quem está no poder pouco importa para essa pessoa.

Um Vilão que não incomoda não se torna um Monstro.

Estamos trabalhando para oferecer mais exemplos, aos poucos.

Aguarde enquanto a redação e revisão do texto wiki dinâmico adiciona informações.

O processo de criação depende de informação já existente em outras páginas.

Obrigado por ler.