Gusa (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Aguarde a tradução para as Conlangs do projeto, ainda que demore.

Nota: Alguns direitos reservados (Sol Cajueiro).

Siga para Enigma:Aviso_geral para ver a licença.

Siga para Poesias (lista) para ver a lista com todas as poesias publicadas.

Esta poesia foi publicada no Mais Poesia de 16 de Abril.

Gusa

–– 2015, Terra

,...

sempre presente

passado que me espera

ao final, ao contrário

desde o primeiro dia

até ver você desaparecer

–– o melhor a procura

da razão de tanta loucura

agora já, nem bêbado

esqueço aquele dia

você dizia: só começa

depois do amor.

,...