Enigma:Silêncio sob Os Paraluzes

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Os Romances de Enigma:

Sol: Dei início a publicação dos três primeiros capítulos do meu romance em 30 de Março de 2018, e vou publicar também Contos, para que você leitor consiga entender o Multiverso.

Enigma é o nome da Série, Silêncio sob Os Paraluzes é o título do primeiro livro.

Há também um aviso, muito claro: Um livro de Future Pop Adventure.

Future Pop Adventure é o estilo de história narrada, contada sobre o Enigma Fictional Multiverse, o universo ficcional de Enigma, e inclui desde o estilo do texto a pontuações especiais.

Quero agradecer a meu revisor Hiran, por todo o trabalho feito até aqui.

Estamos trabalhando para oferecer mais exemplos, aos poucos.

Aguarde enquanto a redação e revisão do texto wiki dinâmico adiciona informações.

O processo de criação depende de informação já existente em outras páginas.

Obrigado por ler.

Capítulos (Lista)

Esta é a lista de Capítulos publicados, para você seguir e ler.

-- Capítulo Um: Essa Esperança, Tão desconhecida.

-- Capítulo Dois: Além da Imagem do Despertar.

-- Capítulo Três: O Tempo, Que se Esconde.

-- Capítulo Quatro: O Dia das Bruxas e O Cometa.

-- Capítulo Cinco: A Águia e O Cachorro.

-- Capítulo Seis: Tecendo o Fio da Inteligência.

-- Capítulo Sete: Sobreposição de Intervalos Inflexíveis.

-- Capítulo Oito: Sob os Olhos do Amanhã.

-- Capítulo Nove: Aguarde, em breve.

Glossário – lista de Spoilers e Vocabulário

Alquimista: especialista em poções, farmácia, venenos, culinária, e também em todos os processos necessários ao supertreinamento.

Aplegia: assassinato por envenenamento; a sociedade que pratica isso é uma sociedade terrorista, e é por sua existência que há a necessidade do estudo sobre todos os tipos de venenos, ensinados pelos Alquimistas nas escolas.

Aportar: mudar de lugar; capacidade especial de nascença.

Arcanista: qualquer tipo de usuário de Magia, sinônimo de Magiker, de Conjurador, ou no uso de Magia como manifestação ou um poder. Há três tipos básicos: Bruxo, Feiticeiro e Mago; e uma série de outras distinções.

Arquimago: arcanista especialista em Dimensões, entre outras coisas.

Asha: Hindi-Urdu – n. – esperança – e pronuncia-se: ['a.ʃa], ou Asha.

Astral (Plano): parte da Cosmologia estudada na Planologia que interliga o universo, mas de maneira distinta do Sonho, a Forja Infinita, ou do Espaço.

Auspitia: Nekron – n. – vidente, oráculo ou profeta: aquele capaz de ver ou de interagir com o presente, o futuro ou até mesmo com o passado.

Auspitia Serpentae: Nekron – nome de uma poção; mas -ae é o Caso que recebe o nome de Privativo: falta, ausência, privação, negação, etc.

Autaatia: Nekron – n. – objetivo – visão, augúrio do futuro.

Avatar: a holografia é amplamente usada no mundo, e um Profeta pode ter uma forma, projetada apenas ao redor do mecanismo físico do computador.

Axé: energia positiva, ou qualquer coisa positiva.

Babka: Nekron – n. – cuidado(s) – v. – cuidar (de alguém) – Babka.

Bowl: do inglês, um lugar apropriado para esportes, ele é usado pelas tribos urbanas para reunir pista de esqueite (skate/sk8te – Skeita), local para shows e bares, etc, um ponto de encontro público – onde todos se encontram.

Bruxo(a): usuário natural de Magia, que possui aptidão – diz-se que eles têm uma guerra de longa data contra os magos (europeus), que não possuem aptidão, e talvez por isso eles elejam os usuários naturais como ameaça a eles próprios.

Byb: Nekron – n. – bruxos, bruxas; use "ka" e "taki" para o masculino e o feminino, cuja origem é "noite" e "dia", então: bybka, e bybki – na verdade, essa é a palavra para "pássaro", especialmente "ave noturna caçadora" e, tal como todas as palavras na língua dos imortais, ela é baseada em uma lenda.

Caçador: não é um título – essas pessoas parecem existir para controlar o número de pessoas de poder, e.g. Bruxos. Já um Vampiro Caçador é a verdadeira natureza de um vampiro – o Caçador não precisa de Bênção – pois os Guerreiros foram criados dentro de uma cadeia de comando.

Capela: uma Escola de Segredos, sempre construída ao redor de construtos para que nem mesmo os satélites possam investigar suas atividades.

Construto: plano paralelo artificial; é dito que nem os satélites podem ver o que acontece em um desses planos.

Cor: relativo à Magia, todo arcanista tem uma cor de nascença e familiar, e que também, entre os magos, indica o nível de nobreza deles.

Cosmologia: o estudo do Universo, tal qual ignorado pelos comuns, além de todas as Forças envolvidas nele, como Entidades, Deuses e criaturas; é possível ver que alguns entendem disso, outros não.

Dea: Nekron – n. – ciclo.

Dinastia: entidade organizacional que reúne técnicas; mas são citadas quase com o mesmo sentido de família, ou ainda de linhagem (mestre–discípulo).

Djine: pessoa que realiza os desejos das pessoas; ver: Neutralidade.

Dlaíomh: Espada da Lei – e pronuncia-se: ['dli.əm], ou Dlíam.

Entidade: Arcanos (do Tarot), entidades da noite, dia, luz, conceitos, eles são, em tese, Guias, ou são adorados por aqueles a que abençoam; essa bênção também pode ser vista como maldição, dependendo de quem faz a crítica.

Excellent: título equivalente ao de Melhor, das Torres da Bretanha.

Faca – Faca Ritual: equipamento mágico – um dos três ítens essenciais: a faca, a varinha e a orbe – usado principalmente para as magias de defesa.

Faun(o): um Sátiro, corpo humano com pernas de bode, e chifres curvos.

Feiticeiro: um manifestador de magia; o conjurador psíquico é um dos tipos mais usuais, os estranhos, mas diz-se necessário o trabalho com os espíritos.

Grande Líder: o título do líder político da Academia, em Berlin-kapital.

Grimório: livro de magia, contendo os segredos dessa Arte-Ciência secreta, mas há livros terríveis e perigosos, que murmuram o Chamado das Trevas.

Gulanta: Nekron – n. – lareira – e pronuncia-se: [gu.'lant], ou Gulant.

Hauki: o Conselho que rege os vampiros no aglomerado sudeste.

Hieronimus: citação a Hieronimus Bosch e a famosa pintura – O Jardim das Delícias Terrenas – em que o personagem baseia sua filosofia como busyboy.

Hitu: Nekron – n. – palavra – usa-se para pedir confirmação: "Sim?".

Idade dos Vampiros: não há diferença de poder entre um vampiro jovem e um velho, mas os anciões acumulam Nekron. Isso lhes dá visões. Um Caçador tem sentidos e intelecção muito mais agúdos que os de um Guerreiro, e sofrem com transformações muito mais dolorosas – Nota: Além disso, O Amor acelera o envelhecimento do Nekron; apenas o estudo da língua Nekron explica isso.

Interface: a evolução da Internet – a Rede Velha – totalmente holográfica, e presente na vida de todos; não se usa mais petróleo para tinta, e sim holografia.

Internet – A Rede Velha: ainda existe – as Tribos Urbanas ainda a usam; mas é dito que navegar pelo Molde da Interface é perigoso.

jongen: significa "jovem", em holandês.

Ka – Deuta – n. – noite – "ka" forma diversas palavras e, da mesma maneira, "Vi" é uma maneira respeitosa de se dizer alguma coisa.

Kammai: Nekron – v. – Vir – Venha para mim – Ouça.

Luzes, As: evento investigado pelos personagens centrais, mas que são de difícil investigação devido a impedimentos da Academia mundial.

Mayyah: Fer Minna: rótulo das garrafinhas da Quinta Capela. Deduz-se que ela contém água: o elemento "Mayyah" é "Água", mas já "Fer Minna",...

Maestro: condutor, título dado a alguns professores – usa-se o Segundo Nome para a referência, que é o nome mágico da pessoa.

Magia: dito por um personagem – "Uma técnica, – disse ele, de mão para o alto – que pode ser aprendida, apesar de nem sempre poder ser explicada. É diferente pra cada um; e é por isso que se atribui uma descrição a ela meio, meio, indefinida,... eu acho"... – mas isso é uma definição básica, tão somente.

Mestre: parece que este título é dado a uma pessoa "apenas" pelo seu discípulo, o que o difere em muito de um Maestro, que é em geral visto como um condutor educacional – mais importante que Professor, a relação é mágica; e diz a lenda que uma bruxa só poderia ter uma discípula, as demais, aprendizes.

Mistka: Nekron – n. – noturno(s); aqueles que vivem a noite.

Monge: pessoa de poder cujas capacidades especiais ganham o nome de Poder, em oposição à Magia dos bruxos e da Manifestação dos psiónicos.

Muunka: Nekron – n. – Múmia – ao que parece, inimigo de vampiros.

Najka: Nekron – n. – flor – e pronuncia-se: ['naj.ka], ou Najka.

Neutralidade: uma das leis que rege os djines, a neutralidade lhes dá poder para perceber o desejo verdadeiro de alguém; ver: Tabus (Djines).

Ninja: tipo de monge, não parece uma ameaça a vampiros e monstros.

Numon: Nekron – qua. – jovem (Numon Taki – exp. – os mortais).

Odé: Nekron – v. – reunir, unir, juntar – formar uma defesa.

Oráculo: um dos três tipos de vidente – oráculo, vidente e profeta.

Orbe: equipamento mágico, a orbe é usada para observação a distância, que pode ser usada tanto por arcanistas quanto variações; a arte da magia do sangue, dos vampiros, também lhes permite usar este equipamento.

Ordos: organização secreta, Facção, em oposição a Nação.

Organa: ao mesmo tempo nome do Processador que permite a Inteligência Artificial existir, e também um poder monge, o primeiro poder: a cura.

Pelos enforcados! – expressão usada para negar a crença nos fatos; isso é um regionalismo e, em outros lugares, usa-se outras expressões para isso.

Pessoa Comum: pessoa que não possui capacidades especiais.

Pessoa de Poder: Bruxos, Psiónicos e Monges, e todas as variações entre eles, que se diferem da Pessoa Comum por ter capacidades especiais, como a Magia, a Manifestação e o Poder, respectivamente na mesma ordem.

Plano: lugar, mas paralelo ao mundo, estudado pela Cosmologia.

Praecordia: técnica de limpeza do sangue; usa-se: Alma Atentta, feitiço que cria uma alma artificial protetora, e esta realiza a limpeza.

Praetor: ao mesmo tempo soldado, advogado e juiz (apenas em primeira instância), e líder de um território, compondo a base da Sociedade de Nações.

Professor: título dado ao agente educacional encarregado diretamente das atividades educacionais em uma Escola de Segredos – Capela – Torre etc.

Profeta: 1) computador pessoal; 2) pessoa que tem algum dos Dons que lhe dão a capacidade de prever o futuro; um tipo de: Vidente; similar a Oráculo.

Psiónico: título do Manifestador que tem Telepatia (TP) e Telekinese (TK), ao mesmo tempo, em oposição à Magia dos bruxos e ao Poder dos monges.

Rahat: Merda! – em romeno; mas pode ter outro significado.

Ròne: Nekron – n./v. – ruína – não conhecer o futuro.

Sa faoole: Nekron – exp. – entendi; note o verbo-final na sentença e o uso de "sa" (isto; a 3p-singular; ou: você) como um dummy pronoun muito usado.

Sama, Samá: Nekron – exp. – pai – o título de um Conselheiro.

Santa Wicca: herói da Guerra contra os magos europeus; seu nome é usado como expressão tanto de espanto, quanto para tudo que houver de bom, junto das expressões Axé, e também de Don Takamatsu, outro herói.

Santo: vê-se um Santo, vivo no século dezenove, capaz de ver dentro das pessoas, mesmo no futuro; se este é o único poder de um santo, não se sabe.

Segundo Nome: o nome da mãe ou segundo nome é seu nome mágico.

Senhor dos Sonhos: garoto andrógino, e com maquiagem borrada branca com manchas laranja e pontos como sobrancelhas, ele é a Entidade encarregada do Sonho, O Infinito Plano do Sonho, A Forja Infinita, ou O Sonhar; na Terra, a entidade que ocupa este cargo político e cuja a função é arbitrar as disputas entre todas as demais entidades é a Entidade do Paradoxo.

Shi a sa: Nekron – exp. – Deus/Espírito com você – Abençoado seja.

Skeita: pessoa das Tribos Urbanas que usa skate – a prancha voa.

Sociedade de Nações: o fim dos países só foi possível ao se entregar à Lei o direito sobre o território, para que todos os povos possam viver juntos.

Statia: Nekron – n. – escola.

Tabu: palavra retirada do meio público por magia; o Tabu reúne poder sob a forma de EH, mas com o tempo as pessoas tendem a esquecê-lo(s).

Tabus, Os (Djines): Vida, Inteligência e Morte.

Taki: Nekron – n. – dia – forma diversas palavras.

Tartan – Tartã: tecido padrão xadrez, símbolo ainda a ser votado para ser usado pela sociedade das Nações Mágicas – Veja mais comentários no Site.

Templo: o equivalente de Capela, mas para o treinamento de monge.

Tropa de Elite: a base de território do mundo, cujo lema é "Ninguém está acima da Lei", e tem no Praetor o seu líder – ele é assistido por todo o tempo, por seus seguidores e por repórteres, pela Interface, e é ao mesmo tempo soldado, advogado e juiz.

Vaklaeo: Nekron – v. – reunir; unir.

Vampiro: filho da noite, bebe sangue; imortais, eles podem ativar as funções vitais do corpo, ou regenerar os órgãos para atos típicos dos vivos.

Varinha: equipamento mágico, a varinha – baket, wand, toolu – é usada para realizar efeitos rápidos; rivaliza com a faca, usada para magias de defesa, e também com a orbe, usada para observação e ou magiar à distância.

Vetalla: ancião vampiro nekron – diz-se que eles acreditam que todas as histórias são, na verdade, um infinito Jogo de Poder – "de vida ou morte".

Vidu: Boa noite – importante saudação em Nekron – Najka diz que viu o raio, uma indicação de que aquela pessoa não é seu inimigo.

Vitkea: em teoria, não basta que uma pessoa beba do Sangue imortal para se tornar um; mas sim, o sangue precisa ser abençoado por uma Entidade da Noite, e só então um novo Sanguíneo – o Vampiro – se torna Nekron – mas um Caçador não precisa dessa Bênção; Najka é uma excessão completa.

Wicca: mulher – ou homem – comum, que, ao estudar Magia, se torna apta à sua realização; faz o Ritual semanal de Arcana – sinônimo de: Sacerdotiza.

Weartech: tecnologia que se usa, em roupas ou decoração, como o papel de parede que também pode ser usado como tela de comunicação; torna-se muito usada após o fim do uso do petróleo e, desde então, de "tinta".

Wýr: o oposto de Axé – positivo; qualquer coisa negativa; também é usado para desacreditar os fatos, tal como "Pelos enforcados!". Muito há que se discutir se Axé e Wýr são variações de Hau e Kau; ou também, Wýr de "Worm".

Obrigado por ler.