Anônimo (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Aguarde a tradução para as Conlangs do projeto, ainda que demore.

Nota: Alguns direitos reservados (Sol Cajueiro).

Siga para Enigma:Aviso_geral para ver a licença.

Siga para Poesias (lista) para ver a lista com todas as poesias publicadas.

Esta poesia foi publicada na Maratona de 26 de Março.

Diz aí o Título que é Anônimo; CEFET, 1991.

Anônimo

Eternamente

É –– ter

na mente

Éter –– na

mente.