Altudas (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Nota: Todos os direitos reservados (Sol Cajueiro).

Aguarde a tradução para as Conlangs do projeto, ainda que demore.

Esta poesia foi composta em 2015, Belo Horizonte.

Altudas

–– 2015, Beagá

Engana-se

quem acredita

ser o cérebro

as decisões adultas

e o coração

as piores loucuras.

Ilusão, ilusão.

Somente o coração

dá conta de ir

às altudas.