Alma Gêmea (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Nota: Todos os direitos reservados (Sol Cajueiro).

Aguarde a tradução para as Conlangs do projeto, ainda que demore.

Esta poesia foi composta em 1990 e 2014, Belo Horizonte.

Alma Gêmea

–– 1990 & 2014

–– Belo Horizonte

Quero me aproximar,

Mas há tetos, há paredes;

Intenções, sonhos e planos,

Dimensões paralelas.

Sinto seu amor,

Amanhecer intocável.

Depois de tão separados,

Anoitecemos.