Alívio (Poesia)

De Enigma
Ir para: navegação, pesquisa

Poesia.

Nota: Todos os direitos reservados (Sol Cajueiro).

Aguarde a tradução para as Conlangs do projeto, ainda que demore.

Esta poesia foi composta no Hallowmas de 2014, Belo Horizonte.

Alívio

–– BH, 2014

O velho

É o oposto

Do antigo;

Velho é gasto,

Encolhido;

Antigo é vivo,

Estóico.

Amar,

Mais uma vez,

É sentir-se

Jovem,

Atrevido;

Através

Da alma.

Alívio,

Vigorosa

Calma.